Centro Medico Rio Branco logo
Corpo Clínico | Localização | Consultas | Hospital Dia


Patients Pacientes

 
HOSPITAL-DIA

Perguntas freqüentes do público

1- Por que deveria submeter-me a uma cirurgia em um Hospital-Dia?
R- Porque o ambiente proporciona diminuição do stress geralmente provocado pela internação hospitalar e não é compartilhado com indivíduos portadores de infecções ou doenças contagiosas.Além disso, a eficiência deste conceito de internação faz com que a permanência seja pelo período estritamente necessário numa estrutura que possui todos os requisitos de segurança de um hospital convencional.

2- Como saber se o meu convenio dá acesso ao Hospital-Dia?
R- Veja em nosso web site na Internet (www.cmrbjf.com.br) todos os convênios ativos e em caso de dúvidas entre em contato com nossa equipe pelo telefone 32 3228-9999 para esclarecimentos.

3- É verdade que os custos de uma internação são menores no Hospital –Dia?
R- Sim, em média os valores são até 30% menores que uma internação semelhante realizada nos grandes hospitais não filantrópicos, o que se explica pelo modelo operacional, pela estrutura física e por normas e rotinas especificamente desenvolvidas para este fim e que eliminam diversos custos, sem comprometer o conforto e a segurança.

4- As técnicas anestésicas empregadas pela Equipe de Anestesistas do Hospital-dia são diferentes das demais?
R- Empregam-se os mais modernos medicamentos e anestésicos e sempre que possível são contempladas as técnicas de bloqueio local e regional que possibilitam uma recuperação mais rápida e tranqüila. 

5- A utilização de Hospital-Dia é algo novo na medicina?
R- Nos Estados Unidos da América cerca de 65% de todas as internações já são feitas em regime de hospital-dia e sua utilização tornou-se preferencial entre médicos e pacientes, com grande crescimento nos últimos 8 anos.O Sistema Federal de Saúde dos EUA, não permite mais que um extenso rol de procedimentos seja sequer realizado em hospitais convencionais, só reembolsando despesas deste grupo quando executados em Hospital-Dia.

Em outros paises desenvolvidos como a Alemanha e Austrália percebe-se a mesma tendência e no Brasil todas as maiores cidades já contam com diversas instalações do gênero, destacando-se o Estado de São Paulo e sua capital.
Para exemplificar,somente a cidade de Campinas possui mais de 20 instituições com este tipo de serviços.

6- O Hospital-Dia é aberto a todos os médicos?
R- Todo e qualquer cirurgião pode requerer sua admissão no Corpo Clinico do Hospital –dia, bastando seguir as instruções contidas no site www.cmrbjf.com.br na seção “ Hospital-Dia / Cadastramento de Médicos e Cirurgiões”.  O processo é ágil e desburocratizado e, provavelmente em poucos dias, seu médico de confiança poderá operar no Hospital-Dia e usufruir das vantagens desta opção.

7- Se um cliente solicitar a indicação de um cirurgião, o Hospital-Dia indicará alguém capacitado?
R- Não, o Hospital-Dia não indica cirurgiões a seus clientes. Consulte sempre um médico de sua confiança.

8- Em caso de uma complicação não prevista, uma intercorrencia, como procede o Hospital-Dia?
R- A equipe médica está preparada para enfrentar emergências e atuar eficazmente no pronto-atendimento de qualquer eventual complicação.  Havendo necessidade e, após a estabilização das condições clínicas, o paciente será removido em condições ideais para um dos hospitais de suporte e que proporcionam toda a retaguarda aos nossos médicos.

9- Além do meu cirurgião, quem me prestará assistência e cuidados enquanto estiver internado?
R- A equipe de médicos anestesistas, o Corpo de Enfermagem e o Corpo Clinico permanente das clinicas do Centro Médico Rio Branco com especialistas em 12 áreas da Medicina estarão sempre a postos para assistir o cliente durante sua permanência no Hospital-Dia.

10 – O Hospital-Dia atende crianças?
R- Sim, o Hospital-Dia atende crianças com a mesma segurança que os adultos.

11- É correto e rotineiro a alta ser dada por outro médico que não o meu cirurgião ou médico-assistente?
R- Esta é uma prática rotineira atualmente face às dificuldades de trânsito e locomoção observadas nas cidades de médio e grande porte e das características da prática médica contemporânea. Nas cirurgias de baixa e média complexidade,como as que são realizadas no Hospital-Dia,é freqüente que o processo de alta seja transferido à equipe de plantão por opção do cirurgião, já que a nossa equipe encontra-se plenamente habilitada a avaliar as condições do paciente no momento da alta e transmitir-lhe as instruções necessárias, previamente determinadas pelo médico responsável pelo caso.

12- Caso surja algum problema, mesmo que não seja muito grave mas que impeça a alta, como procede o Hospital-Dia?
R- Nestas circunstancias excepcionais, o paciente pernoitará no Hospital-Dia recebendo toda a assistência e os cuidados necessários.
A seleção adequada de pacientes e, em especial a consulta pré-anestésica, reduziram estas eventualidades a quase zero.

13- O Hospital-Dia admite casos de urgência ou apenas os casos eletivos e programados?
R- Admitem-se rotineiramente casos classificados como urgências, dependendo da disponibilidade momentânea de vagas. Os exemplos mais comuns são as fraturas e os traumatismos e ferimentos de pequeno e médio porte.

14- O que os clientes apontam como aspectos mais positivos do Hospital –Dia?
R-Tem sido muito destacada a privacidade desfrutada pelos pacientes, em especial naqueles procedimentos que de alguma forma expõe consideravelmente o cliente como nas cirurgias plásticas, urológicas, ginecológicas, etc.Alem disto, o atendimento humanizado e personalizado somente possível nas estruturas de menor porte é motivo de freqüentes manifestações de satisfação.

15- O que os médicos destacam como pontos mais positivos do Hospital –Dia?
R- O excelente ganho de tempo que a atenção quase exclusiva da equipe de anestesia e enfermagem proporciona ao cirurgião e os preços mais acessíveis aos pacientes particulares são um diferencial que os cirurgiões já assumiram como claras vantagens do Hospital-Dia.

[ Início ] - [ Menu ]